+Siga o blog

Vida 2.0

Parte I



Mariana parou diante da porta, deixou a mala  no chão e virou-se. Viu sua mãe em lágrimas diante dela, desviou o olhar e olhou para a sala, foi ali que passou vinte anos da sua vida, foi ali naquela sala que sentava com a família para discutir sobre as novelas, a escolha de roupa dos apresentadores, sobre a aparência de alguns jogadores. Sentiu saudade  apenas em pensar que não iria mais sentar no sofá florido todos os dias, agora sua vida estava mudando, ao chegar sua bolsa não seria mais jogada no chão ao lado do sofá, seus pés não iria descansar em cima da mesa de centro, sua mãe não iria mais gritar dizendo para tirar o pé da sua mesa, um presente de casamento. Voltou-se o olhar para a sua mãe e sorriu. Viu naquela mulher a esperança que precisava. Sua mãe sempre esteve do lado dela. Ela, Amália,  era uma mulher de 1,60 de altura que tinha o coração tão nobre do que qualquer nobre que existia. Cabelos curtos e encaracolados. Sorriso tímido, olhos pequenos. Mariana nunca contou, mas sonhou diversas vezes com a mãe, e nos sonhos sua mãe era um anjo.

- Mãe, não chore. Senão não irei conseguir dá mais um passo adiante.


- Me deixa Mariana. Deixa-me chorar todas as lágrimas em mim contidas. Você não sabe como dói perder uma filha.


- Perder? Vou está à uma hora de distancia de você. Mãe, sempre vou ser sua filha e me mudar não significa que irá me perder.


- Promete me ligar?


- Prometo.


- Promete se alimentar?


- Prometo. (Risos)


- Se quiser posso ir te visitar todo dia.


- Mãe, não precisa. Quando sentir saudade basta me ligar. - Mariana deu um abraço apertado na sua mãe, foi interrompida por seu pai.


- Amália, você vai deixar a Mariana roxa, para de chorar mulher! - Abaixou-se pegando a mala do chão de um lado da mão e do outro puxou Mariana dos braços da Mãe.

- Vamos minha filha, o táxi está esperando e pior contado cada centavinho.


- Vamos Pai. - Mariana distanciou-se segurando a mão de seu pai até chegar à porta do táxi, deu um forte abraço no seu pai.


- Pai, cuida bem da Mãe. Amo vocês.


Seu pai sorriu, foi para trás do carro colocou a última mala na porta malas e fechou. Mariana sentou no bando de trás do táxi e fechou a porta, olhou para trás e viu seu pai dá tchau, sua mãe ainda estava imóvel chorando na porta. Mariana acenou com a mão quando o táxi começou a movimenta-se. Deu um grande suspiro, fechou os olhos e fez sua prece "que dê tudo certo na minha nova vida."


 Thayssa



5 comentários :

Jefferson C. disse...

Haha' gostei bastante, não vejo a hora de continuar lendo...
Vai continuar a escreve-la né?
http://domeushow.blogspot.com.br/

Gabriela Lua disse...

Mudanças são sempre necessárias, mas a gente sempre tem medo do novo, não tem jeito...

Amei o texto! Beijos.

www.omundodelua.com

Tati Lemos disse...

Puxa, que despedida mais bonita hein!

Thayssa, tu sabe como escrever um bom texto viu garota? *-*

Abraços!

Milena Soares disse...

Espero que dê tudo certo na nova vida hahaha ameei! Espero a continuação http://psmilena.blogspot.com.br/

Fernanda Freitas disse...

Seus textos são liiindos, vou ficar na espera dos proximos! ♥ / https://www.youtube.com/user/Fernandasznanda

 
Cheiro de Flor Manaus ©Template por 187 tons de frio . Pattern por Velvet Factory .